16 novembro 2007

Ajudar o próximo


Depois de sair do já citado Curso de Cristandade, uma das coisas que nos foi sugerido era inserirmo-nos em movimentos (da igreja ou não) que ajudassem o próximo. Por mim, já me encontro inserido em duas situações que me dão que fazer, sem descurar, a vida família, que também é muitíssimo importante nos dias que correm. Mas mesmo assim, fiquei a pensar:
“- Se calhar devia fazer mais alguma coisa, inserir-me em mais alguma coisa em prol do próximo!”.
Mas na verdade, estando integrado em duas situações, “antes poucas e bem do que muitas sem prestar”, penso já fazer a minha quota-parte.
O mais engraçado é que no meu serviço, nunca me tinha ocorrido que é mais uma situação onde ajudo o próximo, e se não estivesse atendo, vai-se lá saber o porquê, nunca me apercebia, mas passo a explicar.
Hoje pela manhã, estava eu no meu local de trabalho, como sempre obviamente, e ao atender um casal com um problema (como tantos outros, infelizmente) e depois de os ter ouvido e pensado o que a Lei permitia para o caso concreto (sim também tenho que trabalhar com Leis do homem), disse-lhes o que haviam de fazer para resolver esse problema (enorme para eles e para mim de resolução fácil, felizmente). No fim de preencher os papéis, meramente burocráticos, disseram-me:
- Muito obrigado pela ajuda que nos deu, não sabe o peso que nos tirou!
- Não tem de quê, estamos aqui é para isso, ajudar as pessoas. – Respondi.
E aqui estou a passar este meu testemunho, do pouco que fiz, pelo muito que foi para o próximo, qual Cirineu a ajudar Cristo na sua caminhada de ajuda ao próximo, A NÓS!

7 comentários:

Maria João disse...

Força nessa ajuda ao próximo!!!

beijos em Cristo

Ecclesiae Dei disse...

interessante... às vezes queremos fazer coisas enormes... e ajudamos muito mais fazendo a nossa parte, aquilo que está a nosso alcance.
Paz e Bem!!

João Batista
ecclesiaedei.blogspot.com

Paulo disse...

Obrigado Maria João, pelo apoio a Nós todos.

Amigo João, na verdade, quando pensamos em querer fazer coisas grandiosas, Deus dá-nos um "safanão" e diz-Nos para fazer o simples.

J disse...

Amigo Paulo como é a primeiríssima visita ao seu canto, não passo sem deixar umas palavrinhas .
É salutar o seu gesto para com o próximo, pondo de parte o seu lado profissional, e agir como cidadão comum.
Penso que num futuro seremos mais questionados por aquilo que deixámos dd fazer, do que por aquilo que prestámos ao nosso próximo.
Força ....continue ....
eu também farei o que estiver ao meu alcance
Um abraço

malu disse...

Cristãos a tempo inteiro, não é Paulo? Que belo exemplo a seguir e por isso, obrigada pelo testemunho.

Grande abraço!

manuela disse...

Eu penso assim, ás vezes não é preciso andar com uma grande cruz ás costas basta olhar ou mesmo dar um pouco de água.
Um simples sorriso pode fazer a diferença.
Bom fim de semana
Manuela

alexander disse...

Aquilo que para nós parece quase insignificante e de simples resolução para outras pessoas pode ser um grande problema de resolução quase impossível, por isso Deus faz com que essas pessoas se encontrem, porque há sempre alguém que pode ajudar a resolver um problema e Deus sabe onde essa pessoa está.

Um abraço,

Alexander
http://tuesimportante.blogspot.com