19 maio 2011

Veio-me à ideia


“Ninguém fica para semente.”, alguém comentou ontem num velório onde estive.

No entanto, muitos deixam a sua semente e todos são a semente de alguém.

1 comentário:

Fernando Antonio Pereira disse...

Olá! Saudações Literárias...
Pura verdade e bem lembrado.
Passei por aqui e achei muito bem cuidado e interessante o seu espaço.
Parabéns!
Sempre que eu puder voltarei para ver as novidades.
♥ Abraços de Luz.