13 junho 2007

Suplica

Hoje desceste do Alto
E vieste ao meu encontro
Tu e o teu Filho
Estiveram mais perto de mim

Mais uma vez te pedi
Uma graça ou um milagre
E Tu
Em segredo acolheste o meu pedido

Olhaste para as minhas mãos
Que em sinal de oração
Cruzavam uma na outra
Apertadas em suplica

Para Ti rezei, orei e supliquei
Numa quase confissão
Das faltas por mim cometidas
Contra o teu Filho

Olhei-Te nos olhos
E nas palavras sentidas
Dentro do meu ser
Esperança no meu pedido


Hoje desceste do Alto
E vieste ao meu encontro
E estavas linda
Com aquele sorriso de Mãe
E eu
Timidamente
Beijei os teus pés

4 comentários:

rosa disse...

Eu fico maravilhada com seus poemas, com a profundida da fé e de amor empregado neles. Abraços

Paulo disse...

Até me sinto sem jeito com essas suas palavras afinal, apenas escrevi o que senti...que esperança são de certeza e fé sem sombra de duvida.

Cris disse...

O Amor e a Fé, tem dessas coisas, palavras muito bonitas. Adorei

elsa nyny disse...

paulo!
Que lindo, lindo mesmo!!

beijinhso!