06 julho 2007

Pagamento de "divida"


Hoje, à semelhança de outros dias, na hora de almoço e, após a barriga aconchegada fui à igreja aqui próxima conversar um pouco com Ele. Gosto de lá ir de quando em vez, sem ser por rotina e estar um pouco naquele silêncio quase sagrado. Rezei um pouco, dei dois dedos de conversa com Ele e agradeci-Lhe alguns pedidos feitos e concedidos. Depois sai e vim para o meu local de trabalho.

Há pouco dei-me conta, e quase que ri sozinho do pensamento que me veio à ideia:

“- Porque será que para Lhe agradecermos alguma coisa que Ele fez por nós, só sentimos que realmente “pagámos a divida” indo agradecer num local de culto? Se em casa, no carro ou no trabalho rezarmos um pouco e na conversa silenciosa a dois Lhe agradecermos não será a mesma coisa?”

E para fim-de-semana ficou-me este pensamento.

7 comentários:

rosa disse...

Acretido eu paulo que seje por ser um lugar mais calmo, diferente do nosso cotidiano, não ha nada que nos distraia no meio do agradecimento.
Estou de casa nova http://rosamuraro.blogspot.com

Abraços

elsa nyny disse...

Pois...nesse silêncio imperturbável é melhor!


beijitos!!!!

malu disse...

Ele recebe-te com certeza o agradecimento, mas deve ser porque não O recebes (Eucaristia) tu no carro ou em casa. Afinal, Ele tem uma Casa. É bom ir lá, é mais pessoal e mais simpático.

Abraço.

Ver para crer disse...

Sucede-me o mesmo.
Porque será?!

Catequista disse...

De facto, um lugar sagrado convida à proximidade com Ele, pelo silêncio que pode ser acolhedor.
Talvez porque na igreja o sentimos mais presente, vivo, no sacrário.

Um abraço e boa semana

Cris disse...

Paulo, além do silêncio, penso que sentimos uma paz de espirito e de alma, muito maior. É muito bom ir de vez enquanto á casa de Deus, nem que seja 2 minutos na nossa hora de almoço. Também por vezes faço o mesmo. Uma boa semana de trabalho.

Maria João disse...

Podemos agradecer em qualquer sítio, mas a verdade é que sabe tão bem estarmos numa igreja, em silêncio, perante o Corpo e Sangue de Cristo no Sacrário...

É uma paz muito forte. Acho que Ele nos pede para estarmos ali, para naquele local não estar sozinho. Hoje de manhã estava a ler um livro sobre a Divina Misericórdia e Jesus pedia a Santa Faustina para ir ao Sacrário e lhe fazer companhia, porque havia poucos a irem lá. Tenho a certeza que ainda hoje em dia, Jesus nos faz este pedido.

beijos em Cristo