02 junho 2008

Mãe, o meu dia chegou ao fim...

Confesso que andava à procura de outro cântico, o "Mãe, o meu dia chegou ao fim...", mas todos os que encontrei não estavam como no livro dos nossos Câticos de Romeiros deste ano, talvez tenha sido um sinal ou nem por isso, não sei, mas encontrei este pequeno mas muito belo cântico:
"Vim aqui, ó virgem Mãe
Sem saber o que dizer
Eu olhava a tua imagem, não te conseguia ver.
Sentei-me e assim fiquei, em silêncio a pensar, senti descer ó mãe, sobre mim o Teu olhar.
Foi então que comecei, com alegria a rezar!"
No meio do aparente deserto, que tantos adoram, vou remando à procura de água...

7 comentários:

malu disse...

Boa noite Paulo. O Cântico é lindo e continua a remar ainda que assim.

Um abraço.

Mari disse...

Oi paulo....Que bonita a postagem....saudades!!!
Não gosto de desertos....nem um pouco....mas existem, infelizmente, obviamente, sem exageros.
A certeza para mim é que sempre encontrarei um manancial cujas águas nunca faltarão.
Saudades de você!!! bjs, mari.

joaquim disse...

Caro amigo Paulo

A Mãe mandou-me aqui para te dar um abraço em nome do seu Filho!

Paulo disse...

Olá Malu, obrigado pelas tuas palavras.

Obrigado Mari pelo que dizes.

Joaquim, acredita que fiquei sensibilizado pelo teu comentário. Aliás, como devoto D´Ela, fico com a impressão que realmente Ela manda-me um abraço em nome do Filho. Obrigado, pode ser que agora venha a remar ao sabor da maré.

Maria João disse...

Estas são as melhores orações... As que brotam por acção do Espírito Santo... Principalmente quando estamos no deserto...



beijos em Cristo e Maria

joaquim disse...

Caro amigo Paulo

Procuro, neste tipo de "intervenções", deixar-me levar pelo que me vem ao coração, na certeza de que é o Espírito Santo que lá coloca o que quer dizer.
O que me dizes é mais uma prova que Ele nos fala às nossas vidas e se serve de cada um de nós, para os outros.
Coragem, rezamos por ti.

Abraço amigo em Cristo

Paulo disse...

Assim espero Maria João.